Revista de Humanidades e Ciências Sociais

Al Irfan é uma revista científica de periodicidade anual fundada em 2014 no IEHL. Publica trabalhos de caráter disciplinar, pluridisciplinar e interdisciplinar, dando ênfase à exploração dos mundos hispânicos e lusófonosassim como as suasinterseções, nassuasdimensões históricas, culturais, sociológicas, políticas e económicas.

Image non disponible

Slider

Padrões de publicação

Independentemente dos formatos definitivos da edição, os artigos enviados para poderem ser publicados em Al Irfan devem ser mandados conforme as normas a seguir:

1- Extensão

Os textos que fazem parte das seções temática e Varia deverão ter entre  8000 e 10 000 palavras, incluídas a bibliografia e as notas.

As resenhas poderão ter entre 800 e 1000 palavras.

2- Forma de apresentação

O trabalho será enviado tendo em consideração a estrutura a seguir:

O texto será precedido, a modo de capa, por uma página que contém um resumo na língua original do trabalho e em inglês, de 200 palavras e 5 palavras-chaves.

Nome e afiliação institucional do autor e 5 linhas de currículo descrevendo: titulação máxima obtida, publicações recentes, área da especialização e endereço eletrónico.

3- Formato

Página A 4 com espaço 2, 5 na margem, superior, inferior, direita, esquerda, Letra Times New Roman, n° 12, entrelinhado 1, 5.

As citações no corpo do texto de mais de 3 linhas no máximo escrever-se-ão entre aspas; mais de 3 linhas deverão colocar-se à parte, retraídas 1, 25, com letra número 11 e sem aspas.

Não se deve empregar a letra em negrito, os itálicos reservam-se para as palavras de origem estrangeira.

As notas de rodapé escrever-se-ão em Letra tamanho 10, em espaço simples. As notas devem reservar-se para ampliações, especificações e referências.

4- Normas do citado

Referências bibliográficas no corpo do texto:

… (Hammoudi, 2005, p. 52)

Bibliografia

Somente se incluirá a bibliografia citada, sob o formato seguinte:

Libro:

BENLABBAH Fatiha, En el espacio de la mediación. José Angel Valente y el discurso místico, Santiago de Compostela, Universidad de Santiago de Compostela, 2008.

Caso se cite outro livro publicadono mesmo ano pelo mesmo autor, especificar desta forma: 2010a, 2010b.

كمال عبداللطيف٬ في الاستبداد. بحث في التراث الإسلامي٬ (بيروت: منتدي المعارف٬ 1987)

Capítulo de livro:

GASQUET Axel, « Panthéisme et orientalisme chez Joaquín V. González: Kabir, Tagore et Khayyam » in Jean-Pierre Dubost et Axel Gasquet, Les Orients désorientés. Déconstruire l’orientalisme, Paris, Editions Kimé, 2013, 239-252.

«سياسة الانتحال: العهود» في: علي امليل٬ السلطة الثقافية و السلطة السياسية (بيروت: مركز دراسات الوحدة العربية٬ (1969)٬ ص 119-130.

Capítulo em compilação:

MONTENEGRO Sílvia, « Desetnificação e islamização. A identidade muçulmana na comunidade do Rio de Janeiro », in Silvia Montenegro e Fatiha Benlabbah (eds.). Muçulmanos no Brasil. Comunidades, Instituições, Identidades, Rosario, UNR Editora/IEHL, 2013, 21-54.

Artículo de revista;

GEERTZ Cliffordm « Shifting Aims, Moving Targets/ on the Anthropology of Religion », Journal of the Royal Institute, vol. 11, No 1, 2005, 1-15.

رضوان السيد٬ «الكاتب و السلطان: دراسة قي ظهور كاتب الديوان في الدولة الإسلامية» ٬الاجتهاد ٬العدد 4.

Teses:

EL KHAMSI Rajae, Identidad y género: aproximación al discurso feminista en Marruecos, Universidad de Valencia, Facultad de Ciencias Sociales, Tesis doctoral, Valencia, 2012.

Páginas web:

“¿Qué es el Islam?, Ver http///www. Islam.com.ar (consultado el 23 de abril del 2014).