Revista de Humanidades e Ciências Sociais

Al Irfan é uma revista científica de periodicidade anual fundada em 2014 no IEHL. Publica trabalhos de caráter disciplinar, pluridisciplinar e interdisciplinar, dando ênfase à exploração dos mundos hispânicos e lusófonosassim como as suasinterseções, nassuasdimensões históricas, culturais, sociológicas, políticas e económicas.

Image non disponible

Slider

Chamada para contribuição

Dossier:

  • Titre du dossier:  Imazighen, del Maghreb a al-Ádalus
  • Nom du coordinateur: Virgilio Martínez Enamorado. Universidad de Málaga/ Université de Màlaga
  • Email du coordinateur: virmare@gmail.com
  • Argumentaire du dossier:

« AMAZIGUE, DO MAGREBE ATÉ AL-ANDALUS»

Os estudos sobre os amazigues nos tempos medievais revelam até que ponto as relações estabelecidas entre as margens norte e sul do Estreito foram intensas ao longo do período medieval. No caso de al-Andalus, muitas vezes é dada uma imagem distorcida do significado da sua presença no território peninsular, pressupondo-a sem explicar as origens norte-africanas dos grupos chegados ou entendendo-a como resultado de um grande processo migratório. De qualquer forma, os avanços ocorridos são muito relevantes, uma vez que os estudos realizados por pesquisadores espanhóis e portugueses em busca das dimensões do processo seguiram o caminho iniciado por diferentes pesquisadores, principalmente franceses, que defenderam, desde os anos 60 no século passado, uma contribuição notável dos berberes para a história de al-Andalus. Lembre-se, a esse respeito, das reuniões realizadas em Granada na Universidade Euro-Árabe, que reuniram um elenco de especialistas.

Do Marrocos (e de todo o Magrebe), por outro lado, existem vários pesquisadores que estão a contribuir para conhecer melhor a intensidade dessas relações históricas.

A originalidade do estudo que pretendemos levar a cabo reside na ideia de poder contar com pesquisadores de diferentes ramos do conhecimento, de filólogos (árabes, hispanistas, berberistas…), historiadores, arqueólogos e antropólogos que queiram apresentar uma visão poliédrica sobre o fenómeno. Com efeito pretendemos abordar questões limítrofes entre todas essas disciplinas.

Entre as questões a serem discutidas, propomos:

  1. A historiografia dos berberes no Marrocos colonial e atual e a sua relação com al-Andalus.
  2. A historiografia sobre os berberes na Espanha da ditadura de Franco e sob a democracia constitucional.
  3. Notícias da historiografia árabe medieval sobre o fato berbere.
  4. Assuntos relacionados à linguística dos berberes na época medieval.
  5. O impacto da historiografia francesa na reformulação da questão.
  6. Novas tendências no estudo do fenómeno.
  7. Os avanços produzidos na arqueologia de ambas as margens sobre berberes.
  8. Questões de toponímia e antroponímia, extremamente quentes entre os pesquisadores atuais.

Com este trabalho de compilação, queremos reunir um grupo de estudiosos para refletir sobre a “amaziguidade” no período medieval. O objetivo é fazer uma abordagem precisa e sem preconceitos ao evento berbere da era medieval do Magrebe e as suas implicações na história de al-Andalus.

 As diretrizes para publicar em al irfan e as diretrizes para remessa de artigos estăo na pàgina web

Varia:

Thématique: Thématique ouverte, de préférence en rapport avec le monde ibérique et ibéroaméricain, le Maroc et le monde arabe.

Nom du responsable: Fatiha Benlabbah

Email: fatbenlabbah@gmail.com